CATECISMO DE SÃO PIO X | Dos Mandamentos que se referem ao próximo - Do quarto Mandamento da Lei de Deus

§ 1o - Do quarto Mandamento da Lei de Deus



Honra teu pai e tua mãe, como o Senhor teu Deus te mandou, para que vivas longos anos e sejas feliz na terra que o Senhor teu Deus te dá. Deut 5, 16


Meu filho, escuta a advertência de teu pai, e não rejeites o ensino de tua mãe, pois serão diadema para tua cabeça e um colar para teu pescoço. Prov 1, 8-9


Pois o Senhor glorifica o pai em seus filhos e consolida a autoridade da mãe sobre a prole. Quem honra o pai, expia os pecados; quem glorifica a mãe, é como se acumulasse tesouros. Quem honra o pai será alegrado pelos filhos e, no dia em que orar, será atendido.
Quem glorifica o pai terá vida longa, e quem obedece ao Senhor proporcionará repouso à sua mãe. 
Quem teme o Senhor honrará seu pai e, como a senhores, servirá seus genitores. Com obras e palavras honra teu pai, para que venha sobre ti a sua bênção.
A bênção do pai consolida a casa dos filhos; a maldição da mãe lhes destrói os alicerces.
Não te glories da desonra de teu pai, pois a desonra do pai não é uma glória para ti.
A glória do homem vem da honra de seu pai, e é uma desonra para os filhos a mãe desprezada.
Filho, ampara teu pai na velhice, e não lhe causes desgosto enquanto vive.
Ainda que perca a razão, sê tolerante e não o desprezes, tu, que estás em teu pleno vigor.
Não será esquecida a compaixão para com teu pai e, em lugar dos pecados, terás os méritos aumentados.
No dia da aflição, o Senhor lembrar-se-á de ti; e teus pecados desaparecerão, como o gelo ao calor do dia.
Quem abandona o pai é como blasfemador; e é maldito do Senhor quem irrita sua mãe. Eclo 3, 2-13.



Quem amaldiçoa o pai e a mãe verá sua lâmpada apagar-se nas trevas. Prov 20, 20

Maldito, quem desprezar o pai ou a mãe! E todo o povo dirá: Amém! Deut 27, 16

Quando o viram, ficaram admirados e sua mãe lhe disse: Filho, por que agiste assim conosco? Olha, teu pai e eu, aflitos, te procurávamos. Ele respondeu-lhes: Por que me procuráveis? Não sabíeis que eu devia estar na casa do meu Pai? Eles não entenderam o que lhes dizia. Depois desceu com eles e foi para Nazaré, e lhes era submisso. Sua mãe conservava a lembrança de tudo isso no coração. Jesus crescia em sabedoria, idade e graça diante de Deus e das pessoas. Luc 2, 48-52





1) Que nos ordena o quarto Mandamento: honrar pai e mãe? 
R: O quarto Mandamento: honrar pai e mãe, ordena-nos respeitar o pai e a mãe, obedecer-lhes em tudo o que não é pecado, e auxiliá-los em suas necessidades espirituais e temporais.


2) Que nos proíbe o quarto Mandamento?
R: O quarto Mandamento proíbe-nos ofender os nossos pais com palavras, obras, ou de qualquer outra maneira. 


3) Debaixo do nome de pai e de mãe, que mais pessoas compreende este Mandamento?
R: Debaixo do nome de pai e de mãe, este Mandamento também compreende todos os legítimos superiores tanto eclesiásticos como seculares, aos quais portanto devemos obedecer e respeitar.


4) De onde vem aos pais a autoridade de mandar nos filhos, e aos filhos a obrigação de lhes obedecer?
R: A autoridade que os pais têm de mandar nos filhos, e a obrigação que têm os filhos de obedecer, vêm-lhes de Deus que constituiu e ordenou a família, a fim de que nela o homem encontre os primeiros meios necessários para o seu aperfeiçoamento material e espiritual.


5) Têm os pais deveres para com os filhos?
R: Os pais têm o dever de amar, cuidar e alimentar seus filhos, de prover à sua educação religiosa e civil, de dar-lhes o bom exemplo, de afastá-los das ocasiões de pecado, de corrigi-los nas suas faltas, e de auxiliá-los a abraçar o estado para o qual são chamados por Deus. 


6) Deu-nos Deus o modelo da família perfeita?
R: Deus nos deu o modelo da família perfeita na Sagrada Família, na qual Jesus Cristo viveu sujeito a Maria Santíssima e a São José até aos trinta anos, isto é, até quando começou a desempenhar a missão que o Padre Eterno Lhe confiara, de pregar o Evangelho. 


7) Poderiam as famílias, se vivessem isoladamente uma das outras, prover a todas as suas necessidades materiais e morais?
R: Se as famílias vivessem isoladamente umas das outras, não poderiam prover às suas necessidades, e é necessário o que elas se unam em sociedade civil, a fim de se auxiliarem mutuamente, para o seu aperfeiçoamento e para sua felicidade comum.


8) Que é a sociedade civil?
R: A sociedade civil é a reunião de muitas famílias, dependentes da autoridade de um chefe, para se auxiliarem reciprocamente a conseguir o mútuo aperfeiçoamento e a felicidade temporal 


9) De onde vem à sociedade civil a autoridade que a governa?
R: A autoridade que governa a sociedade civil vem de Deus, que a quer constituída para o bem comum. 


10) Há obrigação de respeitar a autoridade que governa a sociedade civil e de lhe prestar obediência?
R: Sim, todos os que pertencem à sociedade civil, têm obrigação de respeitar a autoridade e de lhe obedecer, porque esta autoridade vem de Deus, e porque assim o exige o bem comum.


11) Devem respeitar-se todas as leis que são impostas pela autoridade civil?
R: Devem respeitar-se todas as leis que a autoridade civil impõe, desde que não sejam contrárias à Lei de Deus, pois esta é a ordem e o exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo. 


12) Além do respeito e da obediência às leis impostas pela autoridade, os que formam parte da sociedade civil têm mais alguns deveres?
R: Os que formam parte da sociedade civil, além da obrigação de respeitar e obedecer às leis, têm o dever de viver em harmonia e de procurar, segundo suas possibilidades, que a sociedade seja virtuosa, pacífica, ordenada e próspera para o proveito comum, com vistas à salvação eterna dos indivíduos.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dos Mandamentos que se referem a Deus - Do segundo Mandamento da Lei de Deus | CATECISMO SÃO PIO X

Teologia do Corpo - Christopher West - Parte 1

[...] não deixes por isso de abraçar estreitamente sua santa cruz. - São Padre Pio de Pietrelcina.

Conhecer, Amar e Servir a Deus!